Lê, e então?

Ama sempre

Ama como se todo o teu amor fosse um sonho. Como se viesse de uma terra encantada onde não precisasses de mais nada. Ama como se todo o teu amor fosse colorido. Como que se fosse feito de purpurinas e confetis, sempre coberto por um sorriso. Ama como se toda a tua vida fosse feita …

Continue Reading
Vai, e então?

Grutas de Mira D’Aire

Frustração. Nunca vos aconteceu estar a ver uma paisagem espectacular, tirar uma série de fotos a cruzar os dedos para que saia alguma coisa de jeito e chegar à conclusão de que, afinal, tenham ou não uma câmara decente, os vossos conhecimentos de edição não chegam para esconder tudo aquilo que não conseguem fazer. Pois …

Continue Reading
Vai, e então?

Tomar, em ano de Festa de Tabuleiros

Esta família está de férias!! De quatro em quatro anos, realiza-se, em Tomar, a cidade dos templários, a Festa dos Tabuleiros. Sendo a festa que mais atrai público, decidimos ir no dia seguinte à procissão e aproveitar, ainda, as ruas decoradas com tapetes de coloridas flores de papel que, assim, ficam mais sossegadas. Perdoem-me se …

Continue Reading
Lê, e então?

Paixão vs Amor

Numa roda de amigos, hoje, discutia-se a diferença entre amor e paixão. Resultado: Elas – Acham que amor há só um, paixões há várias. Que o amor há-depara sempre perdurar, mas que a paixão se há-de ausentar e dar lugar a uma outra. Que pode até ser fácil apaixonarmo-nos por alguém, mas que transformar paixão em …

Continue Reading
Lê, e então?

(in)Definição de saudade

Definir saudade? Não consigo. É dos sentimentos mais avassaladores que existem. Como se descreve o vazio? O silêncio? A ausência? O pedaço de nós que se ausentou?  Saudades não é só sentir falta de alguém. É sentir a falta de alguém em nós. Dentro de nós. É ter saudades de nós com alguém. É o …

Continue Reading
Lê, e então?

Amar mais

Amar alguém na calmaria é fácil. Amar alguém quando tudo corre bem e não nos desilude, é o que de mais fácil há. Amar quando tudo é tranquilo, é simples. Amar alguém que nos ama, que nos retribui o mesmo que lhe oferecemos, é mesmo fácil! Difícil é amar na confusão e na incerteza do …

Continue Reading
Lê, e então?

Sim. Sem senão.

Não me mostres as estrelas, se não pretendes abrigar-me da noite. Não me envolvas nos teus braços, se não tencionas proteger-me do mundo. Não me questiones, se não queres ouvir-me sem fim. Não me roubes o chão, se não vais ficar para me agarrar. Não me dês paz, se me vais deixar numa guerra. Não me …

Continue Reading
Lê, e então?

Lealdade. Ou a falta de.

Lealdade. Lealdade deve ser aquilo que mais admiro nas pessoas que me rodeiam. Lealdade de saber com o que conto e de saber o que pensam de mim. De saber o que pretendem e de serem verdadeiros nas suas atitudes. Lealdade de mostrarem quem na realidade são. Lealdade de serem coerentes. Não preciso de que …

Continue Reading
Lê, e então?

Boa noite

Adormecer ao som das batidas do teu coração. Fechar os olhos e assim ficar com a cabeça no teu peito. Sentir o teu calor da tua pele junto a mim. Brincar em movimentos incertos com a ponta dos dedos em ti. Sentir que brincas com os meus cabelos, que os afagas e despenteias.  Adormecer ao …

Continue Reading
Lê, e então?

Só Amor

Não se vê, sente-se. Não se mede, não se pesa, não se toca, não se cheira. Sente-se! Aquilo que é realmente importante acontece num plano não palpável. Não visível. É de dentro. É o que transborda sem se ver. É o que nos move. Ou que deveria mover… Rita Leston. E Então?

Continue Reading