Lê, e então?

Hoje, tenho saudades.

Hoje, tenho saudades tuas. Hoje, tenho saudades de que olhes para mim. Saudades de que gostes de mim. Saudades do teu riso e da tua voz. Dos teus olhos e das tuas mãos. Hoje, tenho saudades do que não tocaste. Saudades daquilo que não fomos. Saudades do que poderíamos ter sido. Hoje, tenho saudades de …

Continue Reading
Lê, e então?

Sabes pedir ajuda?

Sabes que não és o máximo em tudo? Sabes que não tens de conseguir ser a melhor? Que não tens de conseguir chegar a todos os objectivos? Que não tens sempre de superar as tuas metas, muito menos as dos outros? Que não tens de saber tudo ou conseguir fazer tudo sozinha? Sabes que podes …

Continue Reading
Lê, e então?

Arrependimento mata?

Nunca é a altura certa. Parece que nunca há tempo. Que pode ser depois ou a seguir. Que amanhã vamos. Que para a semana é que tem de ser. Que não passa deste mês. E depois passa o tempo, passa a oportunidade e passa a boa vontade. Depois passa a vida e bate à porta …

Continue Reading
Lê, e então?

Dia da Família -15 de Maio

Família. A de sangue, a de coração, a emprestada e aquela que pela vida se ganha. Família de sangue não se escolhe. Ganhamo-la à nascença, nunca a poderemos trocar e, quer queiramos, quer não, é a eles que sai o nosso nariz abatatado ou o nosso feitio arrebitado. É a eles que devemos o nosso …

Continue Reading
Lê, e então?

Amor sem “amo-te”

E se não existisse a palavra “amo-te“? Se riscasses do teu dicionário um “gosto de ti” ou mesmo um “adoro-te“? Como conseguirias demonstrar por palavras aquilo que sentes e que sabes que é amor? Como te irias declarar e fazer entender? Aposto, se fores daquelas pessoas de mais demonstrações, que até já podes ter dito …

Continue Reading
Lê, e então?

“És sempre assim tão feliz como mostras?”

“És sempre assim tão feliz como mostras?” Sim e não. “A tua vida é assim tão perfeita e cor-de-rosa?” Sim e não. Tenho como maneira de ser, ser sempre positiva, por isso sou feliz. Tenho como assente que não vale a pena preocupar-me por antecipação e prefiro viver, enquanto aguardo serenamente o que possa chegar, …

Continue Reading
Lê, e então?

O que fazes com as saudades?

Diz-me o que fazes com as saudades.  Conta-me: divides as saudades pelo teu dia ou sentes todas de uma vez? De dia ou de noite? Quando é que as saudades te entram mais pelo peito? Depois de um dia de trabalho, quando começas a relaxar? Ou logo pela manhã, antes do dia começar?São saudades a …

Continue Reading
Lê, e então?

A felicidade só é real quando é partilhada.

“A felicidade só é real quando é partilhada.” – diz um dos filmes da minha vida. E eu acredito. Acredito que sou mais feliz porque não estou sozinha no meu pequeno mundo. Acredito que ter com quem celebrar as minhas vitórias, faz com que o prazer se prolongue. Acredito que ter com quem partilhar os …

Continue Reading
Lê, e então?

Sê igual a ti mesmo

Num mundo convencional, deixa sempre espaço para a tua rebeldia. Sê a ovelha negra num mundo de iguais ou pinta-te de arco-íris e sai do morno cinzento dos demais. Num mundo em que tantos são iguais, escolhe, antes, ser igual ti. Deixa espaço para seres quem tu quiseres e como quiseres. Tem a liberdade de …

Continue Reading
Lê, e então?

Faz-te à vida!

A vida leva-nos para onde quer, por onde quer e quando quer. Tem vontade própria e gosta de nos surpreender. A vida é impetuosa e tem a mania de que tudo sabe e que nada lhe resta por aprender. A vida é orgulhosa e, muitas vezes, dura de entender. A vida esquece-se de nos perguntar …

Continue Reading