Lê, e então?

Mereces sempre o melhor

Nunca confundas aquilo que te dão com aquilo que tu mereces. O que és, como te vês, é apenas e só um mero reflexo do teu valor. Não do teu valor real, mas do valor que achas que tens – e isso, desculpa, são coisas completamente diferentes!

E, por isso aceitas o que te é oferecido sem esforço, aceitas o que tens sem regatear, sentes que até tens mais do que precisas. Simplesmente acreditas que não és bom o suficiente para ter mais, para merecer melhor, para conseguir diferente ou alcançar mais longe.

Aliás, tu já nem sequer ambicionas mais. Tu até te justificas dessa forma. Aliás, tu já nem te culpas por isso, porque para ti, já é normal. Quando tu próprio achas que não mereces mais do que isso e já aprendeste a (sobre)viver assim e desculpabilizas o que recebes.

Já te habituaste a olhar para os outros e a achares que eles têm mais potencial, que eles são melhores que tu. Que são mais magros, mais ricos, mais felizes, simplesmente porque sim. E tu não.

Muda o chip. Muda o valor que te dás. És bem melhor do que pensas! E és mesmo! Mas tens sido o teu pior inimigo, o teu maior obstáculo. Se só os outros têm, se só os outros recebem, se só os outros merecem, deixa de aceitar a vida que tens, deixa de te contentares com pouco, deixa de acreditar que não mereces ter melhor.

Resolve o que te faz mal, afasta-te do que te bloqueia, descomplica a tua vida. Descobre o teu valor. Esse é o teu maior poder! Mereces melhor, mereces mais. Mais portas abertas e mais oportunidades. Mais mente aberta (a tua) a desafios. Mais certezas e nariz levantado do chão.

Afinal é uma questão de justiça.

Muda. Tens coragem de tentar?

Marta. E Então?

Já nos segues nas redes Sociais? Deixa-nos o teu like para sabermos que aqui estiveste!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *