Lê, e então?

A autenticidade não tem preço

Não desejes ser outra pessoa. Não queiras ser alguém diferente do que és. Tens tido um trabalho imenso para chegares onde chegaste. 

Não queiras ser alguém mais bonito, alguém mais inteligente, alguém mais alto, mais baixo, mais magro ou mais gordo. És assim, como és. És tu que vives contigo e és a tua melhor pessoa. Aceita-te sem remorsos. 

Tu és tu e é isso que te faz único. Podes não ser a perfeição, podes não ser exactamente como querias ser, mas garantidamente que és original. Tu és como tens de ser. 

Pensa antes que ninguém, mesmo que queira muito, pode ser igual a ti. Isso é um privilégio que é só teu. E de mais ninguém. Ponto.

Estamos no fim da semana. É Sexta, faz um bom dia!

Marta Almeida. E Então? 

Já nos segues nas redes Sociais? Deixa-nos o teu like para sabermos que aqui estiveste!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *