Autoconfiança - Desafiamos-te, e então?

Faz-te companhia – Dia 23

Sabes que o mundo sobrevive sem ti? Que não são dez minutos que tu possas tirar para usufruíres em exclusivo da tua companhia que vão prejudicar alguém?

Sabes que se te habituares a esse momento de pausa, todo o resto vai correr melhor?  Que a tua atenção aos outros vai ficar beneficiada? Que a tua paciência vai ficar restaurada e pronta para mais uma luta? Que vais acreditar muito mais em ti, agora que regressas com mais serenidade?

Em dez minutos, respira fundo e navega nas tuas boas lembranças. Em dez minutos, lê umas páginas do teu livro. Em dez minutos, bebe uma chávena de chá a olhar pela janela. Ou bebe vagarosamente um café sentada, enquanto aqueces as mãos na chávena. Em dez minutos, faz o teu nada. Pára o teu dia. Pára o teu mundo. Pára em ti.

Dez minutos. Se não consegues mais, usa dez minutos dos teus 1440 diários só para ti. É pedir muito do teu próprio tempo? Não me parece.

Rita Leston. E Então?

Já nos segues nas redes Sociais? Deixa-nos o teu like para sabermos que aqui estiveste!

4 thoughts on “Faz-te companhia – Dia 23”

  1. Olá Rita!!! Olá Marta!!! Q belas palavras. Q bonito texto. Q chamada de atenção para os mais distraídos consigo próprios. Para os q dão e se dão aos outros e se esquecem de si. Obrigado por lembrarem q temos q regressar a nós de quando em vez, e só não digo sempre para não parecer egoísta. Mas ultimamente a vida tem ensinado q precisamos de facto de
    nos colocar á frente de tudo e todos. Obrigado por uma vez mais nos/me fazerem acreditar q nós somos a nossa melhor companhia, seja por dez minutos ou por uma vida. Beijinhos às duas. E continuem a deliciar-nos com o vosso talento, esqueçam a palavra “talento”. Porque estamos no mês do Natal, o vosso dom é pura “magia” q nos ajuda todos os dias a subir mais um degrau em direcção ao nosso melhor lado, ao lado de dentro. Bem-haja.

    1. Bom dia, Filipe! Colocarmo-nos à frente dos outros não é egoísmo, é sobrevivência! Não podemos ser e estar bem para ninguém se não estivermos bem connosco. Muito obrigada, em nome de ambas, pelo carinho e pelas suas palavras. Nós, por aqui, vamos continuar a fazer por merecer as vossas visitas! Muito obrigada e que seja uma boa semana, cheia do verdadeiro espírito do Natal. O das rabanadas, sorrisos e luzes a piscar 😉 Rita e Marta.

  2. Este artigo fez-me pensar que realmente só pensamos nos outros e achamos que sem nós não são capazes de sobreviver. O dia- a-dia é feito numa correria tão louca, que não pensamos sequer em nós. Foi bom este conselho que me chamou a atenção para quanto faço de errado na minha vida. Dez minutos para nós mesmos ou mesmo muito mais ajudam-nos realmente a estarmos melhor e a poder dar aos outros algo também melhor.
    Obrigada pela partilha da vossa sabedoria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *