Lê, e então?

Quando as coisas são outras coisas

Com o tempo, vamos priorizando. Com os anos, vamos dando importância a coisas diferentes. Com as nossas vivências, alterados as nossas prioridades. 

E as coisas passam a ser outras coisas. 

Passam a ser coisas que não se compram. Coisas que não se pedem. Coisas que se esperam ter, sem sequer dar conta. Coisas que permanecem todo um ano. Coisas que se recebem, quando dadas de livre vontade.

As nossas coisas transformam-se e não são palpáveis. Não se embrulha e colocam debaixo da árvore. Mas as nossas coisas cintilam e fazem sorrir. Aquecem-nos o coração e agasalham-nos a alma. Engordam-nos os afectos e fazem-nos saborear a vida.

As nossas coisas são especiais. São as nossas. 

Feliz Natal. 

Rita Leston. E Então? 

Já nos segues nas redes Sociais? Deixa-nos o teu like para sabermos que aqui estiveste!

3 thoughts on “Quando as coisas são outras coisas”

  1. Texto muito lindo. Nota-se que foi escrito com o coração.
    Nesta altura tão especial do ano e com o meu coração cheio, tocou-me profundamente, tudo porque, recebi o melhor presente que poderia ter. Não o pude embrulhar e colocar debaixo da árvore, mas agasalhei-o no meu peito.
    Aqueceu-me o coração e fez-me voltar a sorrir.
    Obrigado pela partilha!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *