Lê, e então?

Isto basta-me

E, enquanto vais andando pelas redes sociais, nunca percas de vista que a vida real é a tua vida. Que a vida real é o teu sorriso. Que a vida que importa é a tua família. São os teus amigos.

Enquanto andas por aqui, nunca te esqueças de que as fotografias que vês muitas vezes apenas podem fazer-te sentir inferior, fazer sentir que és menos ou que tens menos. Não te esqueças de que as vidas que te apresentam podem não ser assim tão felizes e mágicas. 

Lembra-te sempre de que tu és importante. De que és bom e melhor. De que tu és real. Não te compares ao Photoshop dos outros!

Eu, para o meu fim de ano, tenho este caminho enlameado, uma casa na aldeia, lareira e pão acabado de fazer. E as pessoas. As minhas do coração. 

À meia noite, não terei glamour ou purpurinas para vos mostrar. Provavelmente, terei umas meias quentes e umas pantufas confortáveis e um ou dois pacotes de lenços a fazer pendant com a gripe que me acompanha. Estarei sossegada enrolada numa manta e num abraço apertado e sentido. Terei todo o amor que preciso. 

Estarei feliz na minha normalidade sossegada. E isso basta-me.

Marta Almeida. E Então? 

Já nos segues nas redes Sociais? Deixa-nos o teu like para sabermos que aqui estiveste!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *