Lê, e então?

(ch)Amar a música

Se tu fosses uma música, aprendia os teus acordes de cor para te poder tocar sem pauta. Decorava a tua letra, para que estivesses sempre a soar-me ao ouvido. Se tu fosses uma música, serias toda a minha banda sonora.

Se tu fosses uma música fechava os olhos e ecoarias dentro de mim, ora numa melodia calma e sossegada, ora num compasso apertado que não nos deixasse parar. Se tu fosses uma música, tocar-te-ia vezes sem conta e sem fim.

Se tu fosses uma música serias das que me fazem sonhar. Das que me fazem sorrir e acreditar. Se tu fosses uma música, serias das que me fazem chorar, porque tens sempre a capacidade de me emocionar. E das que me fazem cantar e dançar sem parar.

Se tu fosses uma música serias uma sinfonia e uma desgarrada. Serias uma ópera rock e uma balada. Se tu fosses uma música, serias uma canção de embalar cantada num sussurro e um concerto ao vivo que nos faz pular. 

Se fosses uma música, ouvir-te-ia sem parar e pedia-te que nunca deixasses de me tocar.

E se eu fosse uma música? Que música te seria?

Rita Leston. E Então?

Já nos segues nas redes Sociais? Deixa-nos o teu like para sabermos que aqui estiveste!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *