Lê, e então?

Silêncio e tanta gente

Há dias em que me apetece o nada. Dias em que não me apetece ter de forçar conversa. Dias em que me apetece colocar uns auscultadores nos ouvidos e não ter de responder. Dias em que apetece apenas só ser.

Dias de acenar com a cabeça, sem ter de ouvir. Dias de me fechar nos meus pensamentos e de me ausentar para onde queria ir. Dias de fingir que me trouxe, mas que me deixei noutro lado. Dias em que tudo é demasiado.

Há dias em que me apetece o silêncio de quem está. Em que me apetece o barulho quem não veio. Dias em que mergulho num silêncio profundo para me conseguir ouvir. Dias em que me apetece apenas existir.

Dias em que me conheço e me aprendo. Dias em que fujo e não me prendo. Dias que são só meus e não partilháveis. Dias que nem sempre são fáceis.

Há. Há dias assim.

Rita Leston. E Então?

Já nos segues nas redes Sociais? Deixa-nos o teu like para sabermos que aqui estiveste!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *