Lê, e então?

Cenas de gente pequena

Isto é uma bolota completamente esmagada no chão. Provavelmente alguém a pisou ou algum carro lhe passou por cima. Deve ser de mim – que já ontem vos disse que devia estar a ficar louca – mas eu vejo aqui uma cara de tristeza. E fiquei a pensar no assunto.

Fiquei a pensar que, por vezes, as pessoas são más e sem tacto. Chegam mesmo a ser maléficas nas coisas que te dizem e nas palavras que (nem) escolhem. São despreocupadas da forma como te fazem sentir e como irão ecoar as suas opiniões – que, às tantas, nem pedimos– na nossa memória. Não estão nem aí para como te fazem sentir, apenas estão preocupadas em ser “verdadeiras”, nem pensando na linha ténue entre ser directo e mal educado.

Fazem-te sentir completamente esmagado. Atropelam-te. Fazem sentir-te enxovalhado e pequenino. Por vezes fazem-te duvidar de ti e das tuas qualidades, fazendo-te sentir uma treta de gente.

Não permitas isso. Não desistas facilmente, sem dar luta. Estás lá, no ringue, é a tua vida e de mais ninguém. Não fiques passivo ou sem resposta. Não sejas apenas espectador das más intenções alheias. Põe em causa. Vira costas. Responde.

Tu consegues!

Marta Almeida. E Então?

Já nos segues nas redes Sociais? Deixa-nos o teu like para sabermos que aqui estiveste!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *