Lê, e então?

Regras da Família

Num mundo apressado e meio louco, em que tudo parece correr depressa demais, estas são, para mim, as regras da família, que não deveríamos nunca esquecer: diz sempre a verdade e nunca quebres a confiança dos teus.respeita os mais velhos, tanto quanto os mais novos. O exemplo é a melhor forma de educação. diz “amo-te” …

Continue Reading
Lê, e então?

Eu também

“Amo-te. Quero-te. Preciso-te. Fazes-me falta. Tenho saudades tuas. Gosto de ti.” E um “eu também” ouvido de volta. Um “eu também” que não é automático, nem entre dentes. Um “eu também” sentido e pleno de amor. Um “eu também” que podia ser um “amo-te” que nos apanha desprevenidos. Um “eu também” onde cabe tudo. O …

Continue Reading
Lê, e então?

28/Abril – Dia Mundial do Sorriso

São as coisas simples as que mais importam e que nos fazem felizes. São as coisas inesperadas que nos fazem dar ainda mais valor ao que temos. São as coisas que estão aqui mesmo ao nosso lado que nos colocam um sorriso no coração. Não são grandes coisas. Não são gestos enormes. Não são atitudes …

Continue Reading
Lê, e então?

Tudo contigo

Quero dormir num abraço. Quero acordar num beijo. Quero passeios de fim-de-semana. Quero mãos dadas, passeios na praia e rebolar na areia. Quero ver o pôr-do-sol ao fundo, quero a lua como companhia e contar estrelas contigo. Quero jantaradas de amigos. Quero discutir o que fazer para o jantar. Quero sofá contigo. Quero cama contigo. …

Continue Reading
Lê, e então?

A saudade tem hora marcada

E é esta a hora certa. O barulho foge e o silêncio impõe-se. O frio da noite instala-se na ausência. A mente acorda enquanto o corpo entorpece. Os olhos fecham-se e o sorriso já não precisa de estar. O abraço que não aquece e o vazio que não adormece. E é esta a hora certa. …

Continue Reading
Vai, e então?

25 de Abril, em Lisboa

Neste 25 de Abril, tal como em outros anos, a Câmara Municipal de Lisboa abriu as suas portas à comunidade. O interior do edifício, que já foi destruído por duas vezes, uma no terramoto de 1755, outra por um incêndio em 1863, foi de novo reconstruído em 1880. Em 1996 sofreu novo incêndio, tendo os …

Continue Reading
Lê, e então?

A liberdade nas mãos de uma criança

Que eles possam sempre ser livres de escolher o seu caminho. Que sejam livres de poder amar quem entenderem. Que sejam livres de aprender o que quiserem. Que sejam livres de poder ser eles próprios. Que sejam livres de ser felizes. Que usem essa liberdade para serem melhores pessoas. Que usem essa liberdade para crescer …

Continue Reading
Lê, e então?

Liberdade de ser eu

Apaixonar-me por ti é liberdade. É liberdade de ser eu. É liberdade de poder dizer alto o meu pensamento, sem pensar se pode ser. É ter opinião própria, sem medo de mal parecer. Apaixonar-me por ti é liberdade. É  liberdade de parecer eu. É liberdade de me olhar no espelho e sentir-me confortável. É mostrar-me …

Continue Reading
Lê, e então?

Eu, definição.

Não sou um doce de pessoa. Não sou fácil de aturar. Tenho uma cabeça complicada. Digo metade do que quero, mas espero que percebam tudo aquilo que pretendo. Faço uma revolução quando quero algo. Determinada e teimosa. Mas confiável e leal. Não deixo muita gente aproximar-se mas, quando o permito, dou tudo de mim. E …

Continue Reading
Lê, e então?

E tu? Quem és?

Sou endiabradamente sossegada Sou levianamente bem comportadaSou efusivamente tímidaSou despreocupadamente ansiosaSou terrivelmente doceSou duramente sensívelSou desprendidamente possesivaSou calmamente apressada  E tu? Quem és? Rita Leston. E Então? Já nos segues nas redes Sociais? Deixa-nos o teu like para sabermos que aqui estiveste!

Continue Reading