Lê, e então?

Vale mesmo a pena?

Só vale a pena, se valer mesmo a pena. Só vale a importância, se for importante. Só vale o esforço, se não for forçado. Só vale o tempo, se não for perda de tempo.

Só me preocupo, se valer mesmo a pena. Só fico ansiosa, se valer mesmo a minha apreensão. Só vou à luta, se a batalha fizer mesmo sentido. Só movo montanhas, se o destino for mesmo o certo. Só discuto, se a conversa for mesmo imprescindível. Só me chateio, se o assunto for mesmo importante.

Não forço nada. O que tiver que ser, é. O que for para correr mal, corre. O que não for destinado a ser, não é. O que for para não chegar, não vem. Guardo apenas espaço e energia para aquilo que me está reservado.

O resto? Bem, o resto não interessa mesmo nada.
Só mesmo se valer a pena.

Marta Almeida. E Então?

Já nos segues nas redes Sociais? Deixa-nos o teu like para sabermos que aqui estiveste!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *