Lê, e então?

Aprende a abrandar a vida

Vivo a vida tão depressa que nem dou por ela não parar. Vivo a vida tão acelerada que, há dias, em que nem dou por o tempo passar. Ainda ontem era Janeiro e tinha um ano inteiro pela frente e hoje já estamos em Abril e não tarda é Verão. Ainda agora era Segunda e amanhã já é mesmo Sexta. Parece que ainda agora acordei e já são horas de me deitar.

Faço uma série de coisas no modo automático e nem me apercebo do percurso dos dias. Embrenho-me na minha rotina e esqueço-me de me obrigar a sair do mesmo caminho para desfrutar da paisagem. Conduzo nas mesmas estradas, às mesmas horas e não vejo sequer o mundo à minha volta, tal é a pressa que levo.

Nunca têm essa sensação? De que o tempo voa e que é ele quem manda e não nós? De que vai tão acelerado que não temos tempo de o saborear? Tenho sempre a ideia de que quando andava na escola e era uma miúda de 15/16 anos, tinha tempo para tudo e mais um par de botas. Saia com os amigos, dormia, estudava, lia, via TV, ouvia música, passava horas ao telefone, ajudava em casa. Sobrava sempre tempo e achava que passava valentes secas porque o tempo demorava a correr.

E agora? Agora parece que o meu tempo já não estica e que, depois de crescer, deixei de saber como o gerir. Deixei de achar que sou dona dele e que é ele que me controla. E agora que os meus dias parecem voar e não sabem abrandar? E agora que me sobram coisas por realizar e me falta tempo para as organizar?

E agora? Não vos acontece o mesmo?

Marta Almeida. Rita Leston. E Então?

Já nos segues nas redes Sociais? Deixa-nos o teu like para sabermos que aqui estiveste!

1 thought on “Aprende a abrandar a vida”

  1. É uma realidade preocupante.
    O tempo não chega porque nós deixámos de saber gerir o tempo, não damos valor ao tempo perdendo a noção do tão precioso tempo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *