Lê, e então?

De onde vem o amor?

Cada vez mais acho que o amor vem de onde menos se espera. Que vem de um sítio tranquilo e estável e não de uma correria desenfreada que tão depressa como começa, acaba. Que vem de um sítio que nos ampara e acarinha e que nos pergunta como estamos. Que vem de um sítio em que nos sentimos bem sem dar por isso. Que cresce e se transforma sem nos darmos conta.

O amor vem da pessoa que já ali está e que se transforma na presença que queremos ter ainda mais ao nosso lado. Vem do conforto de um abraço amigo, da serenidade de uma conversa e do apoio do dia-a-dia. Vem da consistência e da permanência. Vem do amparo e da presença. Do carinho e da confiança.

O amor vem do sítio que nos faz querer correr para o sossego. Que nos faz o coração acalmar, entre batidas desconcertadas. Vem do sítio que nos faz apaziguar a vida. Vem de onde chegam as soluções e de onde escapam as preocupações.

O amor tem de vir de um sítio que seja simples. E próximo.
Ou então não é nada e deixe-se ficar sossegado no seu lugar.

Rita Leston. E Então?

Já nos segues nas redes Sociais? Deixa-nos o teu like para sabermos que aqui estiveste!

1 thought on “De onde vem o amor?”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *