Lê, e então?

Não sejas prisioneiro das tuas escolhas

Quando escolheres, escolhe bem. Não escolhas porque te escolhem ou por falta de opção. Não escolhas porque não queres ficar sem ninguém ou por falta de atenção.

Quando escolheres, escolhe pelas razões certas. Escolhe porque te fazem alguém melhor e te ajudam a ser maior. Escolhe porque te alegram o teu dia e porque te acompanham na vida.

Quando escolheres, escolhe quem te desperte a paixão e que te devolva a cumplicidade, escolhe quem te provoque o amor e a curiosidade. Escolhe quem te dê segurança e que contigo lute com perseverança. Escolhe quem te faça sentir a intensidade e a felicidade, escolhe quem contigo se apaixone e se emocione. Escolhe quem te acrescente e te aumente.

Escolhe quem te faça ser uma pessoa genuína e com quem possas ser real. Escolhe quem te transborde as emoções e não quem te apague as sensações. Escolhe quem te faça correr e acalmar, escolhe quem te faça descobrir e sossegar. Escolhe quem te saiba abraçar, nos dias em que vais chorar. Escolhe quem te vai ralhar, nos dias em que vais disparatar. Escolhe quem nunca se vá ausentar.

Nunca fiques prisioneiro de uma escolha errada, a pensar que perdeste a batalha. Nunca te conformes com aquilo que não te agrada. A vida já é tão complicada, quando escolheres, escolhe quem a torne mais acertada. Escolhe quem te ponha a vida fácil e descomplicada. Quem a encha de boa disposição e te leve sempre pela mão.

Quando escolheres, escolhe bem. Ou então, volta a recomeçar.

Rita Leston. E Então?

Já nos segues nas redes Sociais? Deixa-nos o teu like para sabermos que aqui estiveste!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *