Lê, e então?

O tempo só é teu enquanto o tiveres.

Percebe que hoje não é um dia a mais do que ontem, é um dia a menos do que amanhã. Quando perceberes que tudo é finito, vais aprender, finalmente, a dar valor ao dia em que estás, onde chegaste e ao que tens.

Percebe que o tempo não se repete e que segundas oportunidades são raras. Percebe que o tempo é o que de mais precioso tens e não o gastes em vão. Percebe que nem tudo tem de ter uma razão ou explicação.

Percebe que nada é eterno, nem dura para sempre. Que aquilo que hoje te pára, amanhã pode nem sequer te atrasar. Que aquilo que hoje te desfaz em mil pedaços, é o que te vai ensinar a superar o que vem depois.

Percebe que a maioria dos problemas são relativos e deixa a tua preocupação para o que realmente requer a tua atenção. Percebe que o teu esforço tem de ser gasto com algo que tenha verdadeiro valor e que o mais importante é o amor. O próprio. O da tua cara metade. O da tua família. O dos teus amigos.

Por isso, levanta a cabeça e deixa de te queixares. Acorda com objectivos e deita-te com conquistas e novos planos. Faz com que todos os dias façam sentido e tenham um sorriso. Tem todos os dias quem amas por perto do teu coração e pratica sempre uma boa acção. Faz do longe o perto e não fiques pelo que te é incerto. Rodeia-te do que te incentiva, ensina e apoia. Luta sem atropelares ninguém. Valoriza-te e não aceites menos do que mereces. Tenta de novo quando caíres. Não (te) julgues. Não desistas. Não te percas, continua.

Percebe tudo isto e, a seguir, nunca te esqueças de que o tempo só é teu enquanto o tiveres.

Rita Leston. E Então?

Já nos segues nas redes Sociais? Deixa-nos o teu like para sabermos que aqui estiveste!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *