Lê, e então?

Um amor que é “O” amor

Um amor diferente. Um amor maior. Um amor presente e nunca ausente. Um amor atento e preocupado. Um amor por inteiro e bem educado. Um amor que não se encontra ali ao lado.

Um amor sincero. Um amor risonho. Um amor que é diferente e que chegou como um presente. Um amor que é tranquilo e sossegado. Um amor que chega a todo o lado.

Um amor gigante. Um amor resistente. Um amor trabalhado e esforçado Um amor que não precisa de andar disfarçado. Um amor que não vai sozinho a nenhum lado.

Um amor. Um amor que é amor. Um amor que não é por favor.
“O” amor. O nosso.

Rita Leston. E Então?

Já nos segues nas redes Sociais? Deixa-nos o teu like para sabermos que aqui estiveste!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *