Lê, e então?

Medos de nada

Vai com medo: mas vai na mesma.
Vai com receio: mas não deixes de ir.
Vai com medo: mas vai com tudo.

É o medo que nos faz não fazer. É a dúvida que nos faz ficar. É o receio que nos acomoda. É o desconhecido que assusta. É o hábito que nos pára.

Mas não tem de ser.
Tem de ser o nosso querer que nos desperta. A nossa felicidade que nos motiva. O nosso sorriso que importa. O amor que tudo move.

Vem com medo: mas vem na mesma.
Vem com medo: mas não deixes de vir.
Vem com medo: Mas vem com tudo!

Rita Leston . E Então?

Já nos segues nas redes Sociais? Deixa-nos o teu like para sabermos que aqui estiveste!

1 thought on “Medos de nada”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *