Lê, e então?

E se?

E se a dúvida se instala, chega gostar?
E se a confiança quebra, chega amar?

Como remendar algo que se considerava intocável? Voltar a acreditar em alguém que traiu a nossa confiança cega, é-nos permitido? Conseguimos colocar em stand-by que hoje não acreditamos e esperar (re)construir algo em alicerces pantanosos?

As desculpas saram o vazio da mentira? O arrependimento do outro cura a nossa dor? O desgosto que nos vem do outro lado volta a deixar intacta a nossa confiança? O reconhecimento do erro cura-nos as dúvidas? A contrição devolve-nos o sonho?

Confiança. Verdade. Transparência. Lealdade.
Gostar não basta. Amar não chega. E não abdico.

Rita Leston. E Então?

Já nos segues nas redes Sociais? Deixa-nos o teu like para sabermos que aqui estiveste!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *