Lê, e então?

Faz-te à vida!

A vida leva-nos para onde quer, por onde quer e quando quer. Tem vontade própria e gosta de nos surpreender. A vida é impetuosa e tem a mania de que tudo sabe e que nada lhe resta por aprender. A vida é orgulhosa e, muitas vezes, dura de entender. A vida esquece-se de nos perguntar …

Continue Reading
Lê, e então?

De onde vem o amor?

Cada vez mais acho que o amor vem de onde menos se espera. Que vem de um sítio tranquilo e estável e não de uma correria desenfreada que tão depressa como começa, acaba. Que vem de um sítio que nos ampara e acarinha e que nos pergunta como estamos. Que vem de um sítio em …

Continue Reading
Lê, e então?

Onde vais tu por amor?

Quando gosto, dou tudo de mim. Faço os maiores disparates por quem me é importante. Quando amo, vou ao fim do mundo. Quando acho que me merecem, o meu muro desfaz-se. As minhas guardas desaparecem. As minhas precauções não existem. Dou-me a mim. Dou o meu tempo e perco todas as minhas defesas. Quando amo, …

Continue Reading
Lê, e então?

Vai, Filho – Dia dos filhos

Vai. Vai e leva contigo todo esse amor e paixão. Vai e leva contigo toda essa vontade de ajudar e de saber dar a mão. Leva sempre contigo a bondade e a compaixão. Vai. Vai e leva contigo todas essas perguntas. Vai e busca todas as tuas respostas. Vai e leva essa indignação, aquela que …

Continue Reading
Lê, e então?

Try to walk in my shoes

Nunca te aconteceu olhar para a vida de alguém e pensar o que terá ela feito até chegar ali? Qual foi o seu percurso para ter conseguido realizar os seus objectivos? Tentar adivinhar os passos que deu, as suas quedas e as suas vitórias? Se também terá errado várias vezes antes de conseguir lá chegar? …

Continue Reading
Lê, e então?

Isso é amor

Podemos achar que já amámos alguém. Mas depois chega quem nos faz entender que afinal não era amor. Que afinal era assim um gostar quentinho, mas não era amor. Que era um sítio confortável, mas não era amor. Era um estou-aqui-mas-podia-estar-ali. Era assim qualquer coisa a que nos habituámos. Era. Depois vem quem nos tira …

Continue Reading
Lê, e então?

Não aceites

Não aceites menos do que mereces. Enquanto aceitares apenas aquilo que já tens, nunca vais ter uma vida melhor. Nunca vais chegar um passo mais além. Não aceites ganhar pouco, se sabes o teu valor. Não aceites estar com peso a mais, se está nas tuas mãos fazer melhor por ti. Não aceites uma relação …

Continue Reading
Lê, e então?

Insanidade

“Insanidade é continuar sempre a fazer a mesma coisa e esperar resultados diferentes.” Einstein dixit. Acorda. Levanta-te sempre à mesma hora. Não olhes para o lado. Vai. Trilha os mesmos passos. Segue pela mesma estrada. Come o mesmo prato de sempre. Queixa-te. Remói os mesmos problemas. Não saias do caminho. Regressa. Dorme. Acorda. Repete. Sê …

Continue Reading
Lê, e então?

O caminho é teu: mexe-te!

Continuo a achar que a vida sabe o caminho que devo tomar. Que não é despropositada a viagem de ida. Que o percurso tem curvas retorcidas, subidas íngremes e descidas vertiginosas, mas o destino final será sempre onde me deverei encontrar. Que a travessia não mostra sempre paisagens do paraíso. Que a viagem é longa …

Continue Reading
Lê, e então?

Olha sempre em frente!

Não olhes para trás. Haveremos de encontrar lá mais para a frente coisas bem melhores do que as que deixamos para trás. Coisas que vão fazer com que todo o resto ganhe sentido. A única circunstância em que vale a pena olhar para trás é para ver até onde é que já conseguimos chegar. Para …

Continue Reading