Lê, e então?

Sê mais forte do que as tuas desculpas.

Sê mais forte do que as tuas desculpas. Sê mais insistente do que a tua lamúria. Sê mais obstinado do que a tua teimosia. Sê mais destemido do que a tua coragem. Sê mais forte do que a tua sorte. Sê mais incansável do que a tua rotina. Luta sempre mais um pouco do que …

Continue Reading
Lê, e então?

Quem é ela?

Ela é quem já se desfez em mil pedaços e se perdeu pelo caminho e ela é quem encontrou o caminho de volta sozinha. Ela é quem já tropeçou e foi derrotada. Ela é quem já teve tanto medo que só chorava. Ela é quem sempre conseguiu sonhar acordada. Ela é quem já se olhou …

Continue Reading
Lê, e então?

Até onde vai a tua teimosia?

Uma coisa em que tenho alguma dificuldade é em reconhecer os meus limites. É estabelecer onde começa e acaba o meu ponto de quebra. É perceber onde tenho mesmo de parar para não me prejudicar e é saber que tenho de aprender a delegar tarefas e a pedir ajuda. É saber largar antes de quebrar. …

Continue Reading
Lê, e então?

Quanto mede a tua força?

Todos os dias encontras obstáculos pelo caminho. Todos os dias podes ter dúvidas sobre qual o melhor caminho a seguir. Todos os dias podes ficar baralhada, sem saber por onde ir. Mas não tenhas medo, nem te deixes desistir. Se caíres, levantas-te e pronto. Se caíres, hoje, vais aprender a cair. Se caíres, hoje, para …

Continue Reading
Lê, e então?

Sabes pôr-te no lugar do outro?

Algumas das melhores pessoas que conheço têm uma vida que de boa não tem (quase) nada. Algumas das melhores pessoas que conheço já passaram por períodos muito maus. Algumas já sofreram o inimaginável e já perderam muito. Algumas já perderam (quase) tudo. Já passaram pelos maiores desafios e provações. Já foram vítimas das maiores injustiças …

Continue Reading
Lê, e então?

Sou Maria. E sou capaz.

Sou Maria. E sou capaz. Sou capaz de amar depois das trevas. Sou capaz de continuar a amar sem barreiras, mesmo depois de me ter esfacelado num amor impróprio. Sou capaz de amar sem medos de todas as poucas vezes que me entrego. Sou capaz de acreditar que voltarei a ser feliz. Sou capaz de …

Continue Reading
Lê, e então?

Nunca deixes de te saber erguer

Não tenho pretensão de que não tenham a capacidade de me derrubar – acontece a quem se dá sem grandes barreiras. Mas sei que, aconteça aquilo que acontecer, por muito fundo que vá, me hei de sempre – e sempre, é sempre – levantar. Com mais ou menos nódoas negras, com mais ou menos mazelas, …

Continue Reading
Lê, e então?

Silêncio e tanta gente

Há dias em que me apetece o nada. Dias em que não me apetece ter de forçar conversa. Dias em que me apetece colocar uns auscultadores nos ouvidos e não ter de responder. Dias em que apetece apenas só ser. Dias de acenar com a cabeça, sem ter de ouvir. Dias de me fechar nos …

Continue Reading
Lê, e então?

Desistir não é opção

A determinada altura vais querer desistir. É normal. O progresso em direcção ao teu objectivo é lento, não avança tão depressa quanto queres, os resultados não aparecem. Vais ficar algumas vezes no limite do teu cansaço e duvidar da tua sanidade. E vais querer desistir. Parece que em vez de andares para a frente, andas …

Continue Reading
Lê, e então?

Tu estás Sempre Pronto?

Lembra-te sempre: tu és forte! Não te deixes dominar por pensamentos negativos. Não te deixes dominar por fraquezas, por medos ou preocupações. Não te deixes dominar por “não consigo” ou dúvidas que tais.  Continua em frente e segue com determinação. Avança, mesmo que contra o mundo, mas não pares nem desistas. Tu és forte! Batalha, …

Continue Reading