Lê, e então?

Amo-te, mas nem sempre gosto de ti.

Amo-te. Amo-te como um extensão de mim. Amo-te sem dúvidas ou porquês. Amo-te sem hesitações ou meios termos. Amo-te sem condições ou lamentos. Amo-te. Amo-te, mas nem sempre gosto de ti. Aliás, amo-te mesmo quando não gosto de ti. Amo-te nos teus dias maus e nos teus dias feios. Amo-te quando te confronto sem rodeios. …

Continue Reading
Lê, e então?

Só isto

E era só isto. Basta sentar-me ao teu lado sem fazer nada. Basta estares aqui. Basta a tua presença para me dares o conforto que preciso. Basta o saber-te aqui comigo. Bastas-me a mim.  Basta estares aqui. Não precisas sequer de falar. Deixa-me unicamente estar. Deixa-me só ser. Porque quando tu estás eu sou. Sou …

Continue Reading
Lê, e então?

És tu

És tu. Quem me conhece. Quem me enternece. És tu quem me protege e aquece. És tu quem me faz sorrir. Quem me faz querer o abraço que fortalece. E o beijo que me apetece. Tu. Tu és tu. Tu és quem me entende. És quem sabe o que me vai na mente. És quem …

Continue Reading
Lê, e então?

Amo-te e tudo isso

Quero dormir num abraço. Quero acordar num beijo. Quero passeios de fim-de-semana. Quero mãos dadas, passeios na praia e brincar na areia. Quero ver o pôr-do-sol ao fundo, quero a lua como companhia e contar estrelas contigo. Quero jantaradas de amigos. Quero discutir o que fazer para o jantar. Quero sofá contigo. Quero cama contigo. …

Continue Reading
Lê, e então?

És tu(do)!

És tu. Quem me conhece. Quem me enternece. És tu quem me protege e aquece. És tu quem me faz sorrir. Quem me faz querer o abraço que fortalece. E o beijo que me apetece. Tu. Tu és tu. Tu és quem me entende. És quem sabe o que me vai na mente. És quem …

Continue Reading
Lê, e então?

Como tu não há igual

Não és só mais um. Não és só mais um que não importa. Não és só mais um igual no meio dos outros. Não és só mais um que só existe. Não dês a ninguém o poder de decidir ou de opinar sobre quanto vales. Não te deixes reduzir a números ou opiniões. Não te …

Continue Reading
Lê, e então?

De que vazios és feito?

Dentro de ti. O que há dentro de ti? De que aparência és feito? O que é que te preenche e te deixa contente? O que tens dentro de ti que te realiza e que te faz avançar? O que te faz feliz e fácil de aturar?  Dentro de ti. O que não há dentro de …

Continue Reading
Lê, e então?

Nunca.

Nunca te escondas na sombra de quem podes ser. Nunca deixes de brilhar e de te mostrar. Nunca percas a capacidade de sorrir e de saber sonhar. Nunca te percas de ti e de quem te sabe guiar. Nunca deixes de te admirar com o belo e de te indignar com a injustiça. Nunca deixes …

Continue Reading
Lê, e então?

És.

És tudo. És tudo quando me proteges de todas as feridas do mundo, para eu nem me arranhar. Quando enfrentas todas as tempestades, para eu não me molhar. Quando me defendes dos que me querem atacar. És tudo. És tudo quando me contas histórias de encantar, para que eu tenha com que sonhar. Quando me …

Continue Reading