Lê, e então?

Amor de um outro Mundo

Faz do teu amor, todos os dias, algo de especial. Faz do teu amor, todos os dias, uma criança pequena que precisa de mimo e atenção. Faz do teu amor, todos os dias o jardim que tens de cuidar para florescer. Todos os dias. Faz do teu amor, todos os dias, algo que não podes …

Continue Reading
Lê, e então?

Lealdade. Ou a falta de.

Lealdade. Lealdade deve ser aquilo que mais admiro nas pessoas que me rodeiam. Lealdade de saber com o que conto e de saber o que pensam de mim. De saber o que pretendem e de serem verdadeiros nas suas atitudes. Lealdade de mostrarem quem na realidade são. Lealdade de serem coerentes. Não preciso de que …

Continue Reading
Lê, e então?

(…)

Hoje, fui uma sortuda. Cheguei a casa a tempo de ver este maravilhoso pôr do sol e acordei a tempo de o ver a levantar-se. Hoje e ontem, fui uma sortuda porque tive o privilégio de estar viva para ver o céu mudar de cores. Amanhã, provavelmente, estarei por cá também. Mas aquela bebé de …

Continue Reading
Lê, e então?

Beautiful Mess

Somos uma confusão. Uma bela de uma confusão. Uma confusão bem organizada. Um caos que temos ordenado. Somos atentos e despreocupados. Somos reais e verdadeiros. Seremos sempre eternos namorados. Somos horas de sono em atraso e conversas longas de pijama. Somos noites bem dormidas e aninhadas no nosso tempo que é todo.  Somos dias ao …

Continue Reading
Lê, e então?

Não é fita. É ansiedade.

Hoje, enquanto me deslocava para o trabalho, vi uma senhora completamente em pânico. Só porque o metro parou fora da estação e não abria as portas. Começou a ficar aflita, ansiosa e acabou em pânico, a chorar e com dificuldades em respirar. Passados alguns minutos, o metro retomou o seu andamento. Não aconteceu nada. Reconheci-me …

Continue Reading